Latest Entries »

Blaise Pascal notó que la mejor forma para hacer que una persona baje sus defensas y acepte cambiar de opinión es primero acordar con ella en ciertos aspectos

Fonte: Este truco de un filósofo de hace 350 años ha sido comprobado como el mejor para hacer cambiar de parecer a alguien

Bruno Borges, 24, saiu de casa há duas semanas, no dia 27 de março e não voltou mais. Em seu quarto, ficaram escritos criptografados e pinturas misteriosasGabriela Malta, na ClaudiaUm curioso caso está mexendo com a internet desde a última segunda-feira (5).

Fonte: Entenda a história do jovem que escreveu 14 livros e sumiu

IMPERIL – O QUE É?

CARMEN ARABELA

El Morya utilizou este termo para definir o “veneno resultante da irritabilidade”.

Esse veneno, absolutamente concreto, precipita-se sobre as paredes dos canais nervosos e espalha-se por todo o organismo.

As paredes dos canais nervosos acumulam uma vibração de substâncias astrais que podem precipitar-se em substância física pela vibração da irritabilidade.

A irritabilidade gera desarmonia e instabilidade.
E uma pessoa instável não pode ser um chela (discipulo) porque a relação Guru/chela é uma relação de confiança sagrada.

El Morya e Serapis Bey procuram chelas que não entrem em desarmonia ou irritabilidade, por que essas emoções rompem o contacto e desqualificam o fluxo de Luz do Mestre.

Entram em erupção como um vulcão, provocando o colapso das delicadas filigranas etéricas dos projectos, propósitos e metas da Grande Fraternidade Branca.

IMPERIL

O fato de viver e andar entre muitas pessoas, como é o caso de viver em uma área metropolitana, enfrentamo-nos com alguns…

Ver o post original 524 mais palavras

El vuelo de la lechuza

En su condición de instrumento natural propiamente humano, el lenguaje supone una de las herramientas sobre las que menos reparamos a la hora de ponerla en práctica. Incluso cuando reflexionamos sobre las estructuras lingüísticas, solemos poner nuestra atención sobre sus aspectos más científicos y conscientes (gramática, sintaxis, etc.), dejando a un lado las facetas más ocultas o –dicho de manera menos romántica– inconscientes.

Ya Miguel de Unamuno nos ponía sobre la pista, en En torno al casticismo (“La casta histórica Castilla”. Cátedra: Madrid, 2005, p. 180), cuando aseguraba que toda impresión, así como cualquier idea, se halla cargada de un “nimbo” idiosincrático, de una determinada “atmósfera etérea” que rodea a aquéllas como una suerte de contexto vital. Y es que las palabras no sólo poseen un significado más o menos definido (o definible) a través y en virtud de los diccionarios de cada lengua, sino que, además, se encuentran…

Ver o post original 1.584 mais palavras

El vuelo de la lechuza

freud_464235Resultan muy interesantes algunos textos de Freud en los que cobran protagonismo los llamados actos fallidos, aquellos en los que se manifiesta una forma de expresión distinta e incluso contraria a la intención originaria del sujeto. Éstos son considerados por la mayor parte de nosotros como acciones nimias, sin importancia. Pero ¿por qué centra el psicoanálisis su atención sobre ellos? A juicio de esta corriente, nuestro error consistiría en confundir la importancia de tales actos con su mera apariencia, con su simple manifestación. ¿Cuál es el motivo para que estos fenómenos acontezcan? ¿Por qué se produce un acto fallido?

Los actos fallidos suelen ir acompañados de otras manifestaciones, o bien se asocian unos con otros. Ahora nos preguntamos por el sentido de su aparición. El psicoanálisis pretende ir más allá de las explicaciones fisiológicas o externas (influencia del contexto, influjo de los nervios, etc.), que considera explicaciones válidas pero en ningún…

Ver o post original 1.052 mais palavras

El vuelo de la lechuza

Nadie negará la importancia que posee la sexualidad en los sistemas de Schopenhauer y Freud. Thomas Mann llega a catalogar al primero de ellos como el padre de la psicología moderna: la conducta sexual emana hacia la superficie consciente desde las profundidades de nuestra naturaleza. Incluso el amor más sublime es esencialmente sexual. Lucrecio, en los capítulos que dedica al amor físico, explica en los versos 1115 a 1120 de La naturaleza de las cosas en relación al coito: “Al fin, cuando se ha precipitado fuera de los nervios la pasión acumulada [se refiere estrictamente al semen], se produce una pequeña pausa del violento ardor por poco tiempo. Luego vuelve la misma locura y retorna aquel furor, cuando ellos mismos se preguntan qué desean alcanzar, y no pueden encontrar el medio que venza este mal: hasta tal punto inseguros se consumen en su herida oculta”. Podríamos…

Ver o post original 5.019 mais palavras

Alimento para corpo e mente

 

O livro Nutrindo Seus Sentidos, da terapeuta aiurvédica Laura Pires, compartilha receitas que cuidam da nossa energia e nos conduzem à consciência e ao bem-estar

Texto: Débora Zanelato | Fotos: Diego Cagnato / divulgação

Alimento para corpo e mente | <i>Crédito: Diego Cagnato / divulgação
Alimento para corpo e mente | Crédito: Diego Cagnato / divulgação
Numa certa manhã, Laura Pires levantou da cama com uma sensação estranha: a visão periférica do olho esquerdo havia se transformado em um borrão. Depois do diagnóstico de uma doença do sistema nervoso, ela iniciou uma intensa e difícil busca por tratamentos da medicina moderna, mas nada parecia dar certo. Foi aí que embarcou para a Índia, rumo à única possibilidade eficaz que havia encontrado, com base na aiurveda, um sistema que trabalha de forma integrada o  corpo, a energia vital, a mente e a alma. Isso foi em 2006 e, hoje, pouco mais de dez anos depois, Laura divide em seu
segundo livro um pouco mais do que aprendeu. “Meu objetivo é motivar cada um a adotar hábitos que proporcionem mais saúde, bem-estar e vitalidade, tomando por base essa ciência da vida”, conta ela, que vê nesse conhecimento as sementinhas capazes de ampliar o contato maior com o nosso ser. Em Nutrindo Seus Sentidos, ela apresenta conceitos para prevenir doenças e trazer longevidade e sugere 180 receitas que nos reconectam com o prazer de preparar uma refeição. São pratos que alimentam os sentidos, as emoções e os pensamentos, transformando o necessário em algo muito saboroso.
Veja ao lado algumas das dicas da autora.
• Para o aiurveda, ervas, especiarias e sementes são presentes sagrados da natureza. Cheias de propriedades terapêuticas, elas estimulam nosso paladar, provocam sensações no corpo e na mente e ainda dão sabor especial às receitas, ajudando até a melhorar a capacidade de digerir alguns alimentos e eliminar o que não precisamos.
• Podemos usar as especiarias frescas ou secas, em forma de grãos, pós, sementes. As sábias combinações entre esses elementos são chamadas de masalas, capazes de manter nossa saúde equilibrada. As especiarias também podem ser adicionadas a chás ou utilizadas como remédios caseiros para problemas de saúde.
• Se não há na sua casa um lugar para plantar especiarias frescas, o ideal é lavá-las e secá-las com um pano ou toalha de papel e guardar na geladeira assim que chegar do supermercado.
• No verão, quando estiver muito calor, a refeição da manhã pode ser suco ou frutas frescas. Raízes cozidas, como inhame e batata-doce, também são boas opções. E Laura recomenda um chá de ervas em jejum, pois ele ajuda a estimular a nossa digestão.
• As sopas são uma excelente opção para o jantar, que pede algo leve. Especiarias como açafrão, salsa e cebolinha ajudam na digestão sem gerar muitos estímulos ao corpo. Quem sente mais fome durante a noite pode, por exemplo, adicionar ao preparo legumes em pedaços. Já leguminosas, como lentilhas e feijões, são opção para quem não consome proteína animal.
• Quem não fica satisfeito apenas com uma sopa pode deixar a refeição mais rica com legumes refogados ou cozidos no vapor. Depois, basta temperar com especiarias frescas ou masala mais algum óleo, como o de coco ou azeite.
NUTRINDO SEUS SENTIDOS

Fonte: Alimento para corpo e mente

Revolução dos Índigos e Cristais

Estamos atingindo um momento crucial de mudanças de paradigmas  em termos de educação infantil. A maior parte das pessoas concorda que a questão de como educar e criar as crianças é uma das mais significativas preocupações no mundo de hoje. A educação exige um nova visão para as crianças do século vinte e um: que ela transmita esperança e inspiração. Esta nova maneira de ver a educação parte dos sonhos das próprias crianças. Para estabelecer um estilo de pedagogia que sirva às necessidades. da humanidade do novo milênio, é preciso compreender profundamente diversos aspectos da vida humana, principalmente das crianças que estão vindo ao mundo neste momento. É um esforço necessário e nosso futuro depende disso.

Os educadores têm de admitir que, do mesmo modo que exigimos a transformação da atual estrutura social, é necessária, também, uma modificação educacional. E essa mudança depende de todos nós. É preciso observar a…

Ver o post original 382 mais palavras

Benegas & Blanco

Javier Benegas y Juan M. Blanco

En la genial novela de de Philip Roth, La mancha humana, la vida del decano universitario Coleman Silk se desmorona tras interesarse por dos estudiantes que han faltado a todas sus clases, “¿Conoce alguien a estos alumnos? ¿Tienen existencia sólida o se han desvanecido como negro humo?” pregunta en el aula. Desgraciadamente para Coleman, uno de los aludidos resulta ser afroamericano y, cuando llega a sus oídos la pregunta, la interpreta como un ataque racista. Aunque no había ánimo ofensivo en sus palabras, puesto que jamás había visto al estudiante, Silk es acusado de racista, cesado como decano y despedido. Sin otra universidad dispuesta a contratarlo, su economía familiar se deteriora rápidamente. Padece el rechazo de la comunidad, el repudio de amigos y conocidos y, en el colmo de la desdicha, su esposa sufre una apoplejía a causa del estrés y…

Ver o post original 1.579 mais palavras

Em vez de chegar a algum lugar, ir para lugar nenhum. Esse é o convite de um celebrado escritor especializado em viagens e que descobriu na quietude um dos mais belos portos

Fonte: Revista Bons Fluidos – O silêncio entre dois pensamentos